Segunda edição da Copa Cosmo Dias acontece no dia 15/01, e vai homenagear lenda da Arte Suave do Amazonas

09 JAN 2017
09 de Janeiro de 2017
Lenda viva do esporte, o mestre Cosmo Dias possui 37 anos de carreira.
Foto: Mauro Neto/SEJEL
A temporada de disputas da Arte Suave no Amazonas inicia neste domingo, dia 15, quando acontece a 2ª edição da Copa Cosmo Dias de Jiu-Jítsu.  O evento, que faz homenagem a um dos mestres mais respeitados do Amazonas, será na Arena Amadeu Teixeira (Loris Cordovil), a partir das 9h, e deve reunir cerca de 800 atletas. O evento recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

A Copa envolve desde da categoria Mirim até Sênior e todas as graduações serão contempladas. Aqueles que desejarem participar, as inscrições para a disputa seguem até esta quarta-feira, dia 11, ao valor de R$40, e podem ser realizadas na loja CFW (Dom Pedro), na Academia Nova União Kids (Rua 3, esquina com a Avenida G, Alvorada I) e na Academia Nova União Matriz (Rua Violeta, Alvorada I). De acordo com a organizadora da Copa e filha do homenageado, Karina Dias, atletas de peso já estão confirmados.

“Equipes fortes vão participar da Copa, como do mestre Nabil, do Orley, da Monteiro, entre outros, e esperamos que até o último dia das inscrições mais equipes possam confirmar presença. Até porque, várias delas estão de olho na premiação por academia, uma vez que a primeira colocação ganha mil reais, a segunda quinhentos reais e a terceira trezentos reais. As categorias individuais serão premiadas com medalhas”, destacou a faixa preta.
A organizadora do evento, Karina Dias, ao lado de seu pai.
Foto: Mauro Neto/SEJEL

Cosmo Dias

O mestre Cosmo Dias iniciou na Arte Suave aos 18 anos de idade. Hoje, aos 55, ele é faixa coral pela CBJJ e soma 37 anos de carreira. É considerado uma lenda viva do esporte e neste tempo já perdeu as contas de quantos faixas preta formou, mas guarda com carinho ao menos dois, seus filhos Kiki e Karina.

“Fui o primeiro aluno do mestre Nonato Machado faixa preta, o qual tenho um carinho e respeito muito grande. Acredito que durante todo este tempo de história no Jiu-Jítsu, o mais difícil é se manter, ou seja, treinar, lutar e evoluir. Porém, nada para mim é sacrifício, gosto do esporte e durante todos esses anos realizei sonhos formando atletas, conquistando títulos, ministrando projetos sociais, ajudando pessoas através do esporte e me reciclando como atleta”, disse seu Cosmo.

Apesar de tantas conquistas, o faixa coral não para de sonhar, e pretende conquistar em breve o Instituto Cosmo Dias e poder atuar por uma outra paixão: a luta olímpica. “Ainda tenho muitos sonhos voltados para o esporte, e o Instituto será uma grande realização, onde pretendo mudar a vida de muitas pessoas através da luta. Além disso, conheci a Luta Olímpica e dela quero ser técnico e árbitro. Por isso, estou treinando e estudando muito”, contou.

Sobre ser homenageado através de uma competição, o faixa coral é só emoção. “Fico muito feliz, honrado, pois a maioria das pessoas só recebe uma homenagem dessas depois que já se foi, e o bom é poder vivenciar isso. Tenho certeza que vai ser um ótimo evento e isso é um verdadeiro presente para mim”, concluiu.


Matéria: Assessoria/SEJEL
Voltar

© 2014-2016 Rádio Já - Emissora Panamazônica. Todos os direitos reservados