Amazonense Juvenil: Sul América vence, Rio Negro empata e ambos avançam invictos para final do primeiro turno

01 OUT 2016
01 de Outubro de 2016
Dono da melhor campanha na fase de grupos, Galo joga com a vantagem do empate.
Foto: Deyvid Jhonatan/Rádios JÁ-Obidense
Emocionante! Assim foram as duas semifinais do Campeonato Amazonense Juvenil, realizadas na última sexta-feira no estádio da Colina. Ambas tiveram transmissão das Rádios JÁ-Obidense, e antes de cada partida, foi respeitado um minuto de silêncio. O motivo foi o falecimento do pai do árbitro Reginaldo Vasconcelos Noronha.

A primeira partida da tarde foi Fast x Sul América, marcada para às 15 horas. Apesar de ter a vantagem do empate, o Rolo Compressor foi quem teve a grande primeira oportunidade da partida. Aos 25 minutos, Romarinho cobrou falta e a bola pegou na junção da trave com o travessão. A jogada prosseguiu e após cruzamento feito na ponta esquerda, o atacante Espiga cabeceou com perigo, exigindo grande defesa do goleiro Victor Hugo.

Aos 45 minutos, novamente o Fast chegou com perigo. Idani fez grande cruzamento pela meia esquerda. A bola percorreu a grande área até encontrar a testa de Maxsuel, que cabeceou a bola no travessão, chegando a quicar em cima da linha antes de Victor Hugo segurá-la. No intervalo do jogo, o treinador Marcelo Galvão fez a alteração que definiu o jogo em favor do Sul América, colocando Birinha no lugar de Dentinho.

Aos 18 minutos, o Sul América armou rápido contra ataque, após cruzamento errado de Romarinho. Galvão avançou com a bola até a ponta esquerda e cruzou rasteiro para Bruno Cipó, que estava na grande área, marcado por um defensor adversário e mais o goleiro, que estava saindo pequena área, tentando pressioná-lo. O atacante girou o corpo para deixar a bola na direita com Birinha, que chutou sem marcação e sem goleiro para o fundo das redes.

Com a vitória de 1 a 0, Sul América se garantiu na final com uma campanha invicta (4 vitórias e 5 empates). A outra semifinal foi entre Rio Negro e Tarumã. A partida era cercada por uma boa expectativa, pois na fase de grupos, as equipes empataram em 4 a 4 no KM 42.
Precisando da vitória, Tarumã lutou até o último minuto, mas a classificação não veio.
Foto: Deyvid Jhonatan/Rádios JÁ-Obidense
Em campo, as equipes não decepcionaram e protagonizaram partida emocionante. Logo aos 9 minutos, o Rio Negro saiu na frente. O zagueiro Leonardo tocou para trás, com intenção de recuar a bola para o goleiro. Porém, a bola saiu muito fraca, dando tempo de sobra para o atacante Juninho interceptar o passe e mandar a bola para o fundo do gol.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o zagueiro Altenei retribuiu a "gentileza". O jogador tentou sair jogando com a bola no pé, mas acabou interceptado por Alexsandro. O jogador do Tarumã avançou com a bola em contra ataque e tocou para Uillivan. O camisa 10 chutou a bola na grande área, tocando na mão de Eli. O árbitro sinalizou pênalti após perceber que o auxiliar estava dentro do campo, sinalizando a penalidade em favor do Tarumã. Aos 2 minutos, Alexsandro cobrou o pênalti, empatando a partida.

O empate ainda não bastava para o Tarumã, pois o Rio Negro tinha a vantagem do empate. E eis que brilhou novamente a estrela de Abraão Shevchenko, responsável por marcar um gol e sofrer pênalti na partida passada contra o Nacional, quando o Lobo do Norte conseguiu virada heróica que credenciou a equipe para disputar as semifinais.

Aos 11 minutos, o goleiro Marcelo cobrou ótimo tiro de meta, deixando Alexsandro com a bola sem marcação no meio de campo. O camisa 8 chutou com efeito de fora da área, mas a bola caprichosamente pegou no travessão. Na sobra, Abraão Shevchenko, que entrou no intervalo da partida, marcou o gol que ia dando a classificação ao Lobo do Norte.

Aos 31 minutos, o zagueiro Leonardo mostrou que não era mesmo o dia dele. Após falta cobrada por Brendo perto da linha do meio de campo, Leonardo furou o chute próximo a grande área . A bola acabou indo para trás, caindo nos pés de Renatinho, que não pensou duas vezes e empatou a partida para o Galo. Apesar de insistir bastante, o Tarumã não conseguiu chegar ao gol da vitória, com o invicto Rio Negro se classificando para a final após o placar de 2 a 2.

Na segunda, às 20 horas na Colina, acontece a final do Amazonense Juvenil, com Rio Negro e Sul América fazendo confronto de invictos pelo título do primeiro turno. Dono da melhor campanha, a equipe do Rio Negro, comandada pelo técnico Ribamar, joga com a vantagem do empate. Vale lembrar que antes, às 18 horas na Colina, acontece a final do Amazonense Infantil entre Sul América e Cliper, com o Sulão tendo a vantagem do empate .


Matéria: Deyvid Jhonatan
Voltar

© 2014-2016 Rádio Já - Emissora Panamazônica. Todos os direitos reservados